Fratura de Tálus

Já ouviu falar em Fratura de Tálus?

O osso do tálus é a parte inferior da articulação do tornozelo. Ele conecta seu pé aos dois ossos da parte inferior da perna – a tíbia e a fíbula – que compõem a parte superior do tornozelo. O tálus fica logo acima do calcanhar ou do osso do calcanhar e abaixo da tíbia ou do osso da canela. Juntos, o tálus e o calcanhar são de suma importância para a sua capacidade de andar.

 

Fratura de TalusUma fratura do tálus geralmente resulta de um trauma grave no pé. Queda Cair de uma grande altura ou sofrer algum acidente de carro pode causar lesão no tálus. Torcer o tornozelo também pode fazer com que o tálus se quebrem.

 

Se a fratura não cicatrizar corretamente, você pode ter problemas de locomoção. Diversas fraturas no tálus exigem cirurgia logo após a lesão para evitar problemas futuros.

 

Sintomas de Fratura no Tálus

Os sintomas variam muito, dependendo do tipo de fratura do tálus.

 

  • Tálus minimamente deslocado. Dor aguda no tornozelo é geralmente o primeiro sinal. Pode haver algum inchaço e sensibilidade. Você consegue andar, mas sente dor.
  • Tálus deslocado. A dor, inchaço e sensibilidade são maiores. Você pode não conseguir colocar peso no tornozelo lesionado.
  • Aberto. O sintoma mais óbvio é a visão do osso colado na pele. A dor será muito intensa. Também pode haver sangramento considerável. Não é incomum que alguém com uma fratura exposta desmaie do choque ou da perda de sangue.

 

Uma fratura por estresse ou pode parecer mais um tornozelo torcido. Você sentirá dor e sensibilidade, especialmente ao andar sobre ele. Mas a dor pode não ser forte o suficiente para fazer você pensar que há uma fratura. Isso às vezes pode levar as pessoas a adiar o exame e o tratamento, quando o tratamento precoce pode acelerar sua recuperação.

Machucou o pé? Não se preocupe, estamos prontos para te atender.

Tratamento da Fratura de Tálus

O tratamento imediato de uma fratura do tálus inclui imobilizar o pé e elevá-lo acima do coração. Uma fratura aberta é uma emergência médica. Lesões menos graves podem não requerer uma visita ao pronto-socorro. Avaliação por um ortopedista pode ser suficiente.

 

Se a fratura do tálus estiver estável, as opções de tratamento não cirúrgico podem disponíveis para você. É importante notar que, devido à natureza de alta força de uma lesão por fratura do tálus, muitas quebras tendem a ser instáveis, exigindo cirurgia.

 

O tratamento cirúrgico envolve colocar os pedaços quebrados de volta no alinhamento e depois usar pinos, parafusos ou placas especiais para mantê-los juntos enquanto eles se curam.

Recuperação da Fratura de Tálus

Você pode ter que usar uma tala por oito semanas após a cirurgia. Pouco ou nenhum peso deve ser colocado no tornozelo durante esse tempo, mas esta será uma decisão tomada pelo seu cirurgião ortopédico.

 

O cronograma de recuperação pode ser mais curto se a cirurgia for bem e houver relativamente pouco deslocamento.

 

Um dos primeiros estágios da recuperação é o controle da dor. Os anti-inflamatórios não esteroides (AINEs), como o ibuprofeno ou o naproxeno, podem ser úteis. Se a dor for muito grande, o médico pode prescrever analgésicos mais fortes. No entanto, essas drogas podem viciar, por isso tome cuidado para não as usar por mais de alguns dias. Se você acha que precisa delas por mais tempo do que o previsto, converse com seu médico.

 

A fisioterapia melhora a força e a flexibilidade do tornozelo e deve começar assim que a tala for removida. Lentamente, você começará a fazer mais exercícios com pesos, como caminhar – talvez com uma bengala – e subir escadas.

Agende já sua consulta: (11) 3171-1408 ou 3171-2639

Ligue para nós, agende via Whats App ou clicando no botão.

Fale via Whatsapp